Não é segredo que muitas empresas buscam diferentes formas de redução de custos, e um dos departamentos em que as companhias visam fazer isso é na parte comercial. Esse, sem dúvidas, é um dos principais desafios de um negócio. A boa notícia é que isso pode ser feito sem prejudicar o andamento das operações e os investimentos realizados.

Outro aspecto positivo é que as tecnologias têm ajudado nesse processo. Está interessado em saber mais sobre o tema? Neste post explicaremos detalhadamente sobre a importância de cortar despesas e apresentaremos as principais tecnologias que podem ser usadas para a redução de custos. Continue lendo!

Qual a importância da redução de gastos?

Primeiramente, a diminuição de despesas ajudará a sua organização a lucrar mais. No entanto, muitos gestores acreditam que cortar gastos pode acarretar na diminuição do potencial do negócio. Só que isso nem sempre acontece.

Caso os cortes ocorram de maneira adequada, a empresa ganhará em eficiência, pois os gastos serão direcionados ao atendimento das necessidades da organização. Não haverá, portanto, despesas com itens supérfluos, o que poderia prejudicar as finanças da organização.

Qual a importância das tecnologias nesse processo?

Os novos recursos tecnológicos são extremamente benéficos para as organizações. Eles podem ser úteis e diferentes maneiras. As tecnologias podem ajudar os gestores a entenderem melhor o funcionamento dos diferentes departamentos do negócio, a aumentar a eficiência nas operações e a diminuir o número de erros, evitando o retrabalho.

Diante dos aspectos positivos que essas ferramentas proporcionam, o uso da tecnologia é o caminho certo e o mais viável para promover a redução de custos no departamento comercial e, assim, garantir uma maior eficiência no setor.

Quais tecnologias ajudam a reduzir os gastos de forma inovadora?

Vários recursos tecnológicos podem ajudar a sua organização a diminuir os custos de maneira sustentável. Cada ferramenta tem a sua utilidade e, portanto, pode contribuir de forma diferente para a diminuição das despesas. Na sequência do artigo, apresentaremos as principais tecnologias e explicaremos como elas podem ajudar a sua empresa a reduzir os gastos. Confira!

1. Chatbots

Essa ferramenta atua de acordo com os padrões programados. Os chatbots simulam uma conversa humana e são fundamentais para agilizar o atendimento ao cliente. Eles ajudam a responder as perguntas frequentes realizadas por parte dos consumidores e a personalizar o atendimento. Isso é feito por meio do armazenamento das preferências de cada cliente.

Com esse recurso tecnológico, a sua companhia poderá trabalhar com uma equipe enxuta, pois não precisará destinar um grande número de funcionários com o intuito de atender as pessoas. Além disso, a organização não gastará tanto tempo com tarefas repetitivas e burocráticas. Dessa maneira, você terá mais tempo para se preocupar com os aspectos principais do seu negócio.

2. Automação de marketing

Não há dúvidas de que o marketing é um dos departamentos mais importantes para os negócios. Afinal de contas, esse setor ajuda a definir as estratégias que visam ajudar as organizações a atraírem um número maior de clientes, fortalecer a imagem da marca e melhorar os resultados de vendas. Todos esses fatores, somados, ajudarão o negócio a ganhar autoridade e notoriedade no mercado.

Agora, você deve estar se perguntando: quais são os processos que podem ser automatizados nessa área? São inúmeros, entre eles estão as campanhas de e-mail marketing, os testes A/B e a pontuação dos leads (contatos adquiridos pela empresa).

Primeiramente, as campanhas de e-mail marketing possibilitam a definição das pessoas que receberão os conteúdos. Essa seleção pode ser definida levando em conta diferentes critérios. Entre eles estão questões demográficas (região onde o indivíduo vive), idade, hábitos de compra, interesses de cada pessoa etc.

Em relação aos testes A/B, é possível saber qual a versão de e-mail que teve melhor desempenho. Como se dá essa estratégia? Em muitas campanhas, são enviadas duas versões de e-mails, uma destinada a cada base. Elas podem ter, por exemplo, diferentes chamadas para ação, assuntos de e-mails diferentes etc. A ferramenta descobre qual foi a mensagem que obteve o melhor desempenho e faz o envio automático dele ao restante da base.

Por fim, vale destacar que a pontuação dos leads é extremamente importante. Alguns deles podem estar próximos ou decididos a comprar. Outras pessoas, por sua vez, podem estar na fase de conhecer a empresa ou o produto. Nesse caso, esse perfil de indivíduo está um pouco mais distante de adquirir alguma mercadoria.

Essa pontuação ajuda o time de vendas a priorizar os esforços nos clientes que estão mais tendenciosos ao fechamento. Isso, consequentemente, ajuda a otimizar a produtividade e o desempenho da equipe.

3. SaaS

O modelo Software as a Service (SaaS) — ou Software como Serviço — possibilita que você acesse um programa sem fazer a compra da licença. Ele pode ser utilizado gratuitamente na nuvem em alguns casos. Em outras ocasiões, no entanto, pode haver alguns planos de pagamento, em que é cobrado um valor que varia de acordo com o uso.

Esse modelo apresenta as vantagens de ser sob demanda, ou seja, a pessoa escolhe o plano que deseja usar. Além disso, os custos iniciais são reduzidos e você pode aumentar a capacidade do sistema quando desejar.

Vale destacar que muitos ERPs (Enterprise Resource Planning, ou Sistema Integrado de Gestão Empresarial) e CRMs (Customer Relationship Management, ou Gestão de Relacionamento de Clientes) são exemplos de sistemas do tipo SaaS.

Essas são duas tecnologias essenciais para o desenvolvimento dos negócios, pois ajudam na gestão das empresas e no relacionamento com os clientes, respectivamente. Sem dúvida, são fundamentais atualmente para auxiliar as organizações a aumentarem as vendas e a otimizarem outros setores, como finanças e marketing.

4. Inside Sales

Essa prática apresenta o benefício de otimizar o tempo, especialmente no departamento de vendas. O modelo se caracteriza pelo fato de que a venda é realizada dentro da empresa. Com a adoção dessa prática, os vendedores não precisam marcar reuniões com os clientes.

E isso acontece graças ao uso das tecnologias. Por meio delas, os profissionais conseguem entrar em contato com os potenciais compradores de todo o país. As principais vantagens dessa prática é a redução de custos com o deslocamento e a otimização da produtividade.

Para se dar bem nesse tipo de venda, é necessário conhecer previamente o cliente (o CRM pode ajudar nisso), se posicionar como consultor com o intuito de esclarecer as dúvidas dos potenciais compradores e entender bastante sobre o negócio e o produto que está vendendo.

As tecnologias são cada vez mais essenciais aos negócios. Elas ajudam as empresas a diminuírem os custos de maneira sustentável, ou seja, sem prejudicar o potencial da companhia. Diante desses benefícios, vale muito a pena investir na implementação dessas ferramentas.

Você ainda está com alguma dúvida sobre como fazer a redução de custos no seu comercial? Deixe o seu comentário no post. Buscaremos esclarecer os seus questionamentos em relação ao tema.