Afinal, o que são chatbots e assistentes virtuais?

A palavra chatbot deriva da combinação de duas palavras, chat e robot, que significa robô, em inglês. Embora chat também seja uma palavra em inglês, dispensa tradução, certo?

Quanto a robô, embora não seja uma palavra desconhecida, vale a pena explorarmos algumas definições, já que não existe uma única oficialmente reconhecida. Uma rápida pesquisa no google traz uma definição de que robô é uma máquina capaz de executar automaticamente uma série complexa de ações, especialmente programada por computador. Já o dicionário Merriam-webster, por exemplo, cita que é uma máquina que parece com humanos e executa ações complexas de humanos. Segundo o dicionário Cambridge, a definição é mais simplificada, sendo citada como um dispositivo mecânico que trabalha automaticamente ou controlado por computador.

Dentre todas as definições existentes, praticamente todas são unânimes ao citar execução automática, ou automatizada. É justamente essa parte da definição que tomamos para definir o chatbot. Ele está, portanto, relacionado a uma execução automática de chat. Não precisa ser um robô físico ou com aparência humanoide, mas sim um software que está programado para ‘responder’ via chat.

E um assistente virtual, é a mesma coisa?

Podemos dizer que esta é uma boa pergunta. Como não existe uma nomenclatura oficial sobre o tema, há diferentes correntes de pensamento sobre isso. Muitos afirmam que ambos são idênticos,ou apenas uma maneira diferente de se nomear a mesma coisa. Outros especialistas da área, contudo, defendem que um assistente virtual é uma versão mais avançada de um chatbot, com diferenças que incluem maior capacidade de compreensão da linguagem humana e raciocínio mais elaborado.

Vamos explorar mais a fundo esses assunto em outros posts. Não perca.

Deixe uma resposta